Cechinel Certificação Digital
Classificação Ocupacional

Principais perguntas e respostas sobre o CBO - Classificação Brasileira de Ocupações.

SAIBA MAIS
Profissões Regulamentadas

Conheça as profissões regulamentas e seus códigos oficiais.

SAIBA MAIS
Normas Regulamentadoras

Conheça mais de 30 normas que complementam a CLT.

SAIBA MAIS

Para que serve o CBO?

O CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) é um sistema de classificação de ocupações utilizado no Brasil para identificar, definir e classificar as ocupações ou empregos existentes no mercado de trabalho. É utilizado como referência para a avaliação de cargos e salários, além de ser uma ferramenta para planejamento de políticas públicas de emprego e renda.

O que é o CBO do cargo?

O CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) é um código numérico atribuído a cada cargo ou emprego, que representa sua classificação em uma determinada categoria ocupacional. Este código é utilizado para fins de registro, avaliação e comparação de cargos e salários, bem como para estudos de mercado de trabalho e análise de políticas públicas relacionadas a emprego e renda. O CBO é uma ferramenta importante para identificar a formação escolar, as atribuições, as habilidades e as competências necessárias para o exercício de uma determinada ocupação.

Quais são os tipos de CBO?

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é dividida em dois tipos principais:

CBO 2002: É a versão mais antiga da classificação, que foi elaborada em 2002 e atualizada em 2010. Ela é composta por 5 dígitos e divide as ocupações em 17 grupos.

CBO 2022: É a versão mais recente da classificação, que foi lançada em 2022. Ela é composta por 8 dígitos e divide as ocupações em 23 grupos. Além disso, inclui novas ocupações e atualizações nas descrições e requisitos de formação de algumas ocupações.

Ambos os tipos de CBO são utilizados para fins de registro, avaliação e comparação de cargos e salários, bem como para estudos de mercado de trabalho e análise de políticas públicas relacionadas a emprego e renda.

Como funciona a Classificação Brasileira de Ocupações?

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) funciona da seguinte maneira:

  1. Identificação das ocupações: A CBO identifica e descreve as diferentes ocupações existentes no mercado de trabalho brasileiro.

  2. Atribuição de códigos: Cada ocupação é atribuída a um código numérico, que representa sua classificação em uma determinada categoria ocupacional.

  3. Classificação das ocupações: As ocupações são classificadas em grupos, que representam áreas de formação escolar e atividades semelhantes.

  4. Descrição das ocupações: A CBO inclui uma descrição detalhada das atribuições, habilidades e competências necessárias para o exercício de cada ocupação.

A CBO é utilizada como referência para a avaliação de cargos e salários, além de ser uma ferramenta para planejamento de políticas públicas de emprego e renda. Ela ajuda a identificar a formação escolar, as atribuições, as habilidades e as competências necessárias para o exercício de uma determinada ocupação, o que pode ser útil para empregadores, profissionais e instituições governamentais.

Qual sua importância para o RH?

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é importante para o Recursos Humanos (RH) por vários motivos:

  1. Avaliação de cargos e salários: A CBO é utilizada como referência para avaliar cargos e salários, permitindo que as empresas compreendam o valor justo de um determinado cargo no mercado.

  2. Contratação e seleção: A CBO é uma ferramenta valiosa para o RH na hora de contratar e selecionar profissionais, pois fornece informações sobre a formação escolar, as atribuições e as habilidades necessárias para cada cargo.

  3. Desenvolvimento de políticas de carreira: A CBO pode ser usada para desenvolver políticas de carreira e de desenvolvimento profissional para os colaboradores da empresa, com base nas categorias ocupacionais existentes.

  4. Planejamento de sucessão: A CBO pode ser utilizada para o planejamento de sucessão, identificando oportunidades de treinamento e desenvolvimento profissional para os colaboradores, a fim de prepará-los para futuras promoções ou mudanças de cargo.

Em resumo, a CBO é uma ferramenta valiosa para o RH, pois fornece informações importantes sobre o mercado de trabalho e permite que as empresas avaliem, contratem e desenvolvam seus profissionais de forma mais eficiente.

Qual o CBO para trabalhador autônomo?

O código CBO para trabalhador autônomo é o 9299-05. Esse código representa o grupo "Trabalhadores autônomos e trabalhadores sem carteira assinada, excluindo os profissionais liberais". Ele inclui profissionais que exercem atividades econômicas independentes, como comerciantes, prestadores de serviços, agricultores e pescadores, sem vínculo empregatício com empresa ou empregador.

Aposentado tem codigo CBO ?

Não há um código CBO específico para aposentados. A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é uma classificação de ocupações ativas, ou seja, aquelas que exigem atividade laboral. Por isso, aposentados que estão fora do mercado de trabalho ativo não são incluídos na CBO. No entanto, o código CBO pode ser relevante para aposentados que exercem atividade remunerada, mesmo que de forma autônoma ou informal, já que esse trabalho pode ser classificado de acordo com a CBO.

Exemplos de CBO

Alguns exemplos de códigos CBO incluem:

  1. Médico cirurgião cardiovascular - 225210
  2. Advogado - 241005
  3. Professor de nível superior na educação infantil (quatro a seis anos) - 231105
  4. Engenheiros de sistemas operacionais em computação - 212215
  5. Recepcionista, em geral - 422105
  6. Vendedor de comércio varejista - 521110
  7. Atendente comercial (agência postal) - 421105
  8. Cozinheiro geral - 513205
  9. Motorista de táxi - 782315
  10. Técnico em manutenção de equipamentos de informática - 313220

Esses são apenas alguns exemplos dos muitos códigos CBO existentes na Classificação Brasileira de Ocupações. O número de códigos CBO pode variar de acordo com a versão utilizada e as atualizações realizadas.

Existe CBO para desempregado?

Não existe um código CBO específico para desempregados. A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é uma classificação de ocupações ativas, ou seja, aquelas que exigem atividade laboral. Por isso, pessoas que estão desempregadas e não estão exercendo atividade laboral não são incluídas na CBO. No entanto, é importante destacar que o desemprego é uma condição temporária e que, assim que uma pessoa encontrar uma nova ocupação, sua atividade laboral poderá ser classificada de acordo com a CBO.